15 de maio de 2012

«Douro, Faina Fluvial (1931,versão original), de Manoel de Oliveira

Realização e produção: Manoel de Oliveira Adaptação musical: Luís de Freitas Branco Fotografia: António Mendes

1 comentário:

Martinha Marques disse...

Sinto uma irresistível atração pelo Porto. Não importa se sou desconhecida, mas meus antecessores plantaram sementes de cultura nunca extintas. O porto me deixa fascinada.